30/10/2016

Agora que a sexta-feira passou

O dia começou bem cedo, antes da hora apontada para o encontro. 9h30, sem surpresas, atrasou uns minutos. É assim que começam dias especiais que contam -- com a perspectiva de aventuras insuspeitas. De que falam as pessoas que se conhecem há anos? Da vida toda, todas as horas do dia, até à madrugada. 

A cidade ruge e agita-se a cada passo, numa emotiva confusão de sons, cheiros e cores, que há muito era esperada -- Lisboa será sempre a casa a que se regressa com todo o prazer. Muitas horas mais tarde e alguns sacos de compras depois, novo encontro a horas mais ou menos marcadas, sem atrasos. De que falam as pessoas que acabam de se conhecer? Da vida quase toda, todas as horas da tarde, até à despedida. 

À hora quase marcada, com caras que ficaram conhecidas, falou-se do medo, da morte, da alegria, da vida. Falou-se de tudo, até do que ficou subentendido. Falou-se de quase nada. No fim, uma gratidão imensa e um carinho enorme por todas as queridas pessoas que escolheram estar comigo -- foram o melhor de tudo.

A despedida da cidade acompanhou a subida do nevoeiro. Uma inclinação do dia que arrefeceu o ar. Deixo o bulício para trás. Trago a mochila pesada e o coração cheio. Há dias assim. 



8 comentários:

  1. A felicidade é isso... trazer-se o coração cheio sempre que regressamos a casa.

    Um beijinho
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu veio a transbordar! :)

      Outro para ti

      Eliminar
  2. Foi bom… estiveste bem… valeu a pena, mesmo com todas as peripécias, porque são estes momentos que nos tornam mais ricos!

    Obrigado,
    FATifer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que peripécias! :D
      Só faltou uma coisa para ser perfeito. Fica para a próxima. :)

      Eliminar
  3. Ainda bem que correu bem! Eu também achei :-P Só faltou uma coisa...o fato de treino! Mas fica para a próxima ;-)

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, mas o que tu não sabes é que o vestido e os collants foram comprados naquele dia (porque me aconteceu uma desgraça à blusa), a chegar perdi a capa de uma bota e acabei a noite a comprar as chanatas lá de cima.

      Mais valia ter levado um fato de treino e sapatilhas. ahahah

      Outro para ti

      Eliminar
  4. Não custou nada, viste? Ainda bem que o teu coração se encheu de coisas boas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Maria, foram dias felizes. :)

      Eliminar