28/06/2016

E mais nada

Toda a minha vida conheci pessoas que se definem como honestas de pensamento que dizem tudo o que pensam e sentem, goste-se ou não de ouvir; que têm ideias muito firmes e as partilham, a qualquer preço; muito verdadeiras e directas. São aquelas que, antes de opinarem, avisam «eu sou muito frontal, digo o que tenho a dizer e mais nada».

Toda a minha vida conheci pessoas que acusaram outras de mesquinhez, vingança, ressabiamento, não saber ouvir e calar, despeito e o mais que aqui caiba, quando ouviram o que não gostaram, ou quando alguém expressou discordância pelo que ouviu.

Curiosamente, as pessoas do segundo tipo foram exactamente as mesmas do primeiro, tão exigentes com a sua liberdade de expressão e o direito à opinião, tão pouco prontas a reconhecê-los no outro.

A estas pessoas, largo-as. São de uma convivência difícil e cansativa -- para além de pouco produtiva, para ambas as partes. É uma pena, algumas até tinham um potencial muito grande.

Shary Boyle

4 comentários:

  1. está tão engraçada a foto que vou roubar-ta.
    desfaz-te do que te incomoda, para teu próprio bem...
    fuck it!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leva, leva. ;)

      Sim, estou a fazê-lo - até com uma ajuda da outra parte, mas tudo serve para uma pessoa se livrar do que faz mal.

      Eliminar
  2. as pessoas com potencial elevado não precisam das outras para nada. vai por mim.
    sabias?
    SABIAS!
    és inteligente?
    PARECE-ME QUE SIM.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisam relativamente. :)
      Até porque a máxima «mais vale só que mal acompanhado» não se tornou máxima por acaso. Deve ter sido um movimento underground dos inteligentes! ;)

      Eliminar