31/05/2016

O atropelo da maravilha #1

Há coisas que acontecem na vida sem que as imaginássemos (mesmo que até tenhamos tido alguma responsabilidade, por nos termos chegado a elas). Acontecem. O sentimento que fica é de um delicioso atropelo de espanto.

Para iniciar esta série de atropelos de acontecimentos inesperados, uma ligação para a Preguiça Magazine, onde podem ler um conto meu. 

Paulo Kellerman convida e coordena, nós damos a caneta e o papel, depois é só juntar talento e os contos nascem. De 15 em 15 dias, há ficção na Preguiça Magazine.

Quero agradecer ao Paulo Kellerman pela oportunidade, ao João Pedro Coutinho pela ilustração, e à querida pessoa que tornou isto tudo possível.


(vou continuar a olhar para a página e maravilhar-me...)

6 comentários:

  1. Parabéns. Muito bem. O mundo está, sem dúvida, muito "octaviano".

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Impontual!
      Serve tão-só para alimentar o ego e para ir para a lista das coisas que nunca pensei vir a fazer e fiz. :)

      Eliminar
  2. Que bom, Carla!
    O convite e o conto.
    A esquadria do Octávio perturba-me.

    Já conhecia este magazine.

    Hoje até levas beijo repenicado. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)

      O Octávio foi inspirado na minha mãe e escrito num dia meio soturno. Deu naquilo!

      Eliminar
  3. Muitos parabéns, adorei o conto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, minha querida Cuca. :)

      Eliminar