01/03/2016

Resistência

Durante duas horas resisti estoicamente a acender a lareira. Convenci-me que bastaria o bailado da maçã com o açúcar, para aquecer a cozinha. Lá fora brilha um sol quente, já com ares primaveris. Cá dentro o Inverno espraia-se pelas camas, os sofás, os fundos dos armários, o chão. Foram duas horas de restistência. Agora, brilha um sol quentinho entre os limites da lareira e a madeira baila com o fogo, para que cá dentro chegue o Verão.

4 comentários:

  1. Duas horas, que fraca resistência, "Miúda Simples". :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se soubesses do frio que estava dentro de casa, não dirias tal. :)

      Eliminar
  2. O que importa é resistir.

    Beijos, Carla :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que neste caso o mais importante foi desistir. :D

      beijinho, Maria!

      Eliminar