12/03/2016

Larga-se

autor desconhecido

Quando não há mais nada a fazer,
quando é vazio o que enche os olhos
e é agreste o que humedece a boca,
abrem-se as mãos e larga-se.

No forro do coração, guardada
a sete pontos de linha branca,
a esperança de que seja
pela última vez.

7 comentários:

  1. se as tuas musas estão loucas, que direi eu das minhas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devem andar a embebedar-se com as minhas. ;)

      Eliminar
  2. Esperança de que seja a última vez que se abre as mãos e se larga ou de que tenha sido a última vez que alguém entra?!
    Acho que embarquei nesse barco...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu pensei na última vez que se larga.
      Era tão bom que a próxima fosse para guardar -- bem apertada nas mãos e no coração.

      Eliminar
    2. É preciso continuar a tentar. Insistir. Persistir e nunca desistir!

      Eliminar
    3. É preciso continuar a tentar. Insistir. Persistir e nunca desistir!

      Eliminar