12/01/2016

Come heal in my arms

Já me tinham passado pelas mãos nas páginas de um suplemento cultural de uma revista ou jornal, não sei precisar. Intrigaram-me os olhos de ambas - incisivos, doces. Como acontece com o que deixamos para depois, esqueci-me de procurar saber mais sobre as gémeas que cantam e dançam para espantar a morte. Ontem, num acaso que não sei recuperar, aconteceu-me descobrir finalmente a música de Ibeyi - e tão boa que ela é.


Ibeyi - Stranger/Lover

2 comentários: