31/10/2015

Das recorrências

let_me_sleep_by_karae

 

All I want to do
Is to drift away
Hush-a-bye, baby
All I want to do is go to sleep
To sleep, to sleep, to sleep



Anja Garbarek - Sleep

29/10/2015

E os que não o são perecem

un-air-d-autrefois:



Jean-Philippe Charbonnier ,

Lovers, Paris, 1950′s
Jean-Philippe Charbonnier , Lovers, Paris, 1950′s




Dois amantes felizes não têm fim nem morte,
nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,
são eternos como é a natureza.
 

28/10/2015

Talvez eu tenha morrido

e ninguém me tenha avisado.
Ou então preciso de uma cama, uma manta e uma droga potente que me deixe a dormir seis meses. Pelo menos.

27/10/2015

Conspurcação deste espaço com temas políticos

Sou assumidamente uma naba no que à política diz respeito. Aumenta o meu grau de nabice quando passo desta para as intrigas palacianas que, dizem alguns, é outra forma de dizer política. Mas, até eu consegui perceber o grau de irritação de um certo publisher (mania de só usar nomes estrangeiros) de um certo jornal em linha, bastante conhecido (que seria de grande tiragem, caso fosse em papel, estou em crer), por o PS+PCP+BE terem quebrado uma lei não escrita (assim mesmo que li) sobre o Presidente da AR sair do partido com maior representação parlamentar, uma regra que vigorou em 40 anos de democracia (e cito sem aspas nem ligação directa ao local do acidente) e terem escolhido um do outro lado da bancada.

Ora bem, eu que sou uma naba assumida e confessa fico cá a pensar com os meus botões que o que irrita verdadeiramente estes opinion makers (mais uma estrangeirada, só porque é bonito), que de jornalistas têm pouco, é que se quebrem regras não escritas, porque as que estão escritas preto no branco e vigoram pelo mesmo tempo, ou coisa que o valha, podem ser perfeitamente quebradas, se os interesses de alguns ficarem assegurados.

Desejar que mordessem a língua era pouco.





(os posts de martírio emocional seguem dentro de instantes)

25/10/2015

Why do we do what we do


Ghostlight Orchestra - Just




Girl of my nightmares
Leading me blind
From that woe is me island
Never ending in light
I just want to love you
But never see it through
And that's just what it all comes to
Why do we do what we do
Now you...

24/10/2015

Anyway


Anyway - Weloveyouwinona



It's not hard to understand
the reason of his pain
It's not special it's casualty
but not for me


22/10/2015

Oftalmologia sentimental

 
 
É preciso que me leias com a precisão de um olhar arguto.

21/10/2015

Últimos metros

 

O comboio arrasta-se à entrada da estação. Devagarinho percorre os últimos metros da viagem: indiferente, cansado. Como eu.

19/10/2015

Acorda-se assim

 
Acorda-se assim, um cansaço nos ossos que tolda os movimentos. É cedo, horas altas -- não será por isso. A mágoa é uma palavra demasiado forte, mas o desgosto sente-se em casa. Acorda-se assim e assim caminha a manhã. Não se prevêem alterações para a tarde. Talvez a lua traga sobre o assunto uma nova luz.

17/10/2015

so the hours fade


The Hours - The Kays Lavelle


there's something in the way
the way we live our lives
the way we just deny
what can't be denied





16/10/2015

Decisões

Não se vive sem decidir. A recusa da decisão é já uma decisão. A dificuldade está em decidir correctamente.

15/10/2015

Vontades matinais

 


14/10/2015

Um Governo irresponsável

é o reflexo de um povo irresponsável.
Nenhum tem moralidade de exigir o que não dá.

12/10/2015

Outono

una-lady-italiana:

Siebyl Anikeeff by Edward Weston.
Siebyl Anikeeff by Edward Weston
 
 
Gosto das cores desmaiadas que o outono traz,
o recolhimento da natureza, toda
ela em recatada sonolência.
Gosto da pulsão da semente
debaixo da terra
à espera do sol e do calor 
que há de vir,
preparando-se para a explosão
de vida e cor.
Gosto de me saber terra 
e planta 
e semente
e recolhimento 
e recato
e pulsão,
esperando
pelo sol
e o calor
que trarás
contigo.


http://caisdasletras.blogspot.pt/2012/11/outono.html

10/10/2015

Sempre iguais



Um dia de chuva é tão belo como um dia de sol.
Ambos existem; cada um como é.
 
Alberto Caeiro

05/10/2015

Em pausa


02/10/2015

Sou feita das cidades que habitei

magiadelsogno:

Angelica Paez
Angelica Paez

01/10/2015

escrevo para dizer o que não pode ser dito
Ana Hatherly