30/09/2015

Há dias em que o deserto parece não ter fim, ser demasiado intenso e ardente para aquilo que um corpo frágil e perecível é capaz de aguentar. Os oásis estão sempre no lado oposto ao desejado. São voltas e voltas e voltas e voltas. 40 anos bem medidos. A Terra Prometida é já a seguir à próxima curva.

29/09/2015

Para dizer que te amo

O rosa e o negro

gacougnol:

Leopoldo PomesMantilla 3 1984
Leopoldo PomesMantilla 3, 1984

Abro a mala e percebo num vislumbre os contrastes de que sou feita. À superfície, sempre preferi a assertividade e a indiferença do preto. Um manto opaco que esconde todo um mundo rosa espalhado pelos pormenores do meu dia-a-dia.

27/09/2015

Não mudando por dentro

muda por fora. Menos dois terços de cabelo na minha cabeça a fazer jus à política de abandono das zonas de conforto, batida a punho ad nauseam, pelo ainda Governo.

26/09/2015

Llevo el Sur como un destino del corazon

Vuelvo al Sur - Gotan Project

24/09/2015

As muitas formas da violência

Num casamento, há poucas coisas piores do que a dependência financeira de uma mulher.
Sempre fui contra a mendicidade.

23/09/2015

Obrigação do dia



No meu jardim 
Miguel Torga


No meu jardim aberto ao sol da vida,
Faltavas tu, humana flor da infância
Que não tive...

E o que revive
Agora
À volta da candura
Do teu rosto!

O recuado Agosto
Em que nasci
Parece o recomeço
Doutro destino:

Este, de ser menino

Ao pé de ti...

20/09/2015

Sabes bem que não minto, tonto



Amor Afoito - Ana Moura

Dou-te o meu amor
se mo souberes pedir, tonto.
Não me venhas com truques,
pára, já te conheço bem demais.

Dou-te o meu amor
sem qualquer condição, por ora.
Mas terás de provar que vales mais
que o que já mostraste ser.

Se me souberes cuidar,
já sei teu destino.
Li ontem a sina,
a sorte nos rirá, amor.

Se quiseres arriscar,
não temas a vida.
Amor, este fogo
não devemos temer.

Dou-te o meu amor
em troca desse olhar, doce.
Não resisto e tu tão bem sabes.
Tenho raiva de assim ser.

Tudo em mim, amor, é teu,
podes tocar, não mordo.
Sabes bem que não minto, tonto.
Meu mal é ter verdade a mais.

18/09/2015

Dúvida

Não sei se o regresso aos poemas é um bom indício ou não.

16/09/2015

É beijo tudo o que de lábios seja

supruntu:

Jindrich Streit
Jindrich Streit


Jorge de Sena

Um beijo em lábios é que se demora
e tremem no abrir-se a dentes línguas
tão penetrantes quanto línguas podem.
Mais beijo é mais. É boca aberta hiante
para de encher-se ao que se mova nela.
É dentes se apertando delicados.
É língua que na boca se agitando
irá de um corpo inteiro descobrir o gosto
e sobretudo o que se oculta em sombras
e nos recantos em cabelos vive.
É beijo tudo o que de lábios seja
quanto de lábios se deseja.

Constantly thinking about you

15/09/2015

Are You Really a Genius?

Leio na diagonal o 360º do Observador, como em todas as manhãs. É um bom exercício, quando se tem de estar parado. Às vezes deixo-me tentar pelas ligações sugeridas e vou pelo desconhecido a colher informações que acabo por esquecer. Como hoje.

Teste: descubra se é um génio. Peguei na caneta, na folha de papel e no cérebro, e apliquei-me durante uns quantos minutos a responder aos nove desafios. Acertei sete, falhei dois: um porque exigia muitas contas, o outro porque não o li correctamente. Não sei se faz de mim um génio, se faz de mim alguém que às vezes tem muito tempo para gastar.

14/09/2015

A desculpa esfarrapada do século

Não tenho tempo!

@

[nós temos sempre tempo, pelo menos para o que/quem nos interessa...]