11/12/2015

Viver dói

Percebemos toda a nossa irrelevância quando, no momento em que mais precisamos das nossas pessoas, elas decidem abandonar-nos.

6 comentários:

  1. Ou será o contrário, Carla?
    Percebermos a nossa relevância, no sentido em que na medida do possível só temos de contar connosco, funcionar por nós?
    Mais: se nos abandonam não são "as nossas pessoas", mesmo que o sejam de sangue ou de outro tipo de laços até aí mantidos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei, Isabel.
      Há coisas que sempre me custaram muito a entender.
      Talvez até sejam mesmo, apenas se apanhou um mau momento.

      Eliminar
  2. Isso só serve para perceber a irrelevância dos outros. Não a nossa.
    Estás a ver a coisa ao contrário. És demasiado fofinha, é o que é! :)

    ResponderEliminar
  3. Concordo... Esse tipo de atitudes só serve para ver o contrário. Também já me aconteceu sentir que me tiravam o chão e foi quando mais precisei que menos tive. Não sou feita da mesma farinha delas, pois quando elas precisavam eu sempre estive lá. Conclusão: problema delas, não meu. Hoje em dia ninguém quer saber de ninguém, as pessoas só se usam, nada mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez seja caso de sensibilidade, ou falta dela. :)
      Acho que há quem não perceba o mal que faz quando se afasta assim, sem cuidado.

      Olá, Blackye! :)

      Eliminar