03/11/2015

São quase dez horas da manhã

São quase dez horas da manhã. Lá fora o tempo parou numa claridade acinzentada. Cá dentro tudo parado numa escuridão de ignorância. Às vezes um murmúrio, lá fora como cá dentro, lembra-nos a todos que há mais vida para além do desconsolo destes dias.

2 comentários:

  1. Sao dias tristes e cinzentos que as vezes me fazem sentir o peso dos dias,,mais ainda..mas que amo..E assim uma especie de viagem ao meu lado mais intimo e intimista...!!!!!

    ResponderEliminar
  2. São apenas dias e como dias que são passam. Outros melhores virão.

    ResponderEliminar