27/10/2015

Conspurcação deste espaço com temas políticos

Sou assumidamente uma naba no que à política diz respeito. Aumenta o meu grau de nabice quando passo desta para as intrigas palacianas que, dizem alguns, é outra forma de dizer política. Mas, até eu consegui perceber o grau de irritação de um certo publisher (mania de só usar nomes estrangeiros) de um certo jornal em linha, bastante conhecido (que seria de grande tiragem, caso fosse em papel, estou em crer), por o PS+PCP+BE terem quebrado uma lei não escrita (assim mesmo que li) sobre o Presidente da AR sair do partido com maior representação parlamentar, uma regra que vigorou em 40 anos de democracia (e cito sem aspas nem ligação directa ao local do acidente) e terem escolhido um do outro lado da bancada.

Ora bem, eu que sou uma naba assumida e confessa fico cá a pensar com os meus botões que o que irrita verdadeiramente estes opinion makers (mais uma estrangeirada, só porque é bonito), que de jornalistas têm pouco, é que se quebrem regras não escritas, porque as que estão escritas preto no branco e vigoram pelo mesmo tempo, ou coisa que o valha, podem ser perfeitamente quebradas, se os interesses de alguns ficarem assegurados.

Desejar que mordessem a língua era pouco.





(os posts de martírio emocional seguem dentro de instantes)

11 comentários:

  1. O que já me apeteceu quebrar a linha do meu blog para opinar sobre o momento político!

    Pois é, Carla, a lei é lei melhor se nos convém!

    Beijos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://caftristanreveur.blogspot.pt/search/label/Virgem%20Suta
      só para contrariar.
      toma atenção ao Virgem Suta e à mensagem ;)

      Beijos :)

      Eliminar
    2. Tristan, eu opino politicamente num espaço que não o blog, onde a minha cara e o meu nome estão por inteiro. :)

      Beijo. :)

      Eliminar
    3. Ah, e também não gosto de caviar. Prefiro paté de atum! Eheheh.

      Eliminar
    4. nisso somos parecidos Maria, tb opino noutros sítios ;)
      nunca te vi lá;)~

      patés nope, só feitos por mim :)

      Eliminar
  2. Olha, eu nada sei do assunto... Só fiquei a pensar como se quebra uma coisa que não existe... Que estranho, Carla. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. quebra-se tudo aquilo que se quer partir...

      Eliminar
  3. ainda bem que o meu blog não tem linhas, assim sendo, posso opinar sobre todas as matérias.
    o meu blog sempre foi multi facetado thank god (mais uma estrangeirada, só porque é bonito), não segue linhas editoriais impostas por mim, seria uma aberração (or so I think). falo sobre o que me dá na gana. linhas nunca as vi, tenho de escrever sempre em branco e já fui perseguido por ser de esquerda radical (outrora chamados de "meninos birrentos" e "esquerda caviar". detesto caviar e nunca fui muito de birras, venha lá alguém dizer-me o que hei-de ou não escrever. não eramos todos Charlie? Ok! passou de moda. e depois?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade, caro Tristan, o título e o parêntesis final eram uma ironia. Até porque já escrevi aqui isto:
      http://uma-rapariga-simples.blogspot.pt/2015/10/um-governo-irresponsavel.html


      E outras coisas que entretanto eliminei do blogue por já não fazerem sentido.


      Este blogue não segue linhas, a não ser as do meu pensamento ou gosto pessoal.

      Eliminar
    2. ah ok então és Charlie
      eheheh

      Eliminar
  4. http://caftristanreveur.blogspot.pt/search/label/Virgem%20Suta
    só para conspurcar o espaço da Rapariga Simples

    küss ich

    ResponderEliminar