30/09/2015

Há dias em que o deserto parece não ter fim, ser demasiado intenso e ardente para aquilo que um corpo frágil e perecível é capaz de aguentar. Os oásis estão sempre no lado oposto ao desejado. São voltas e voltas e voltas e voltas. 40 anos bem medidos. A Terra Prometida é já a seguir à próxima curva.

6 comentários:

  1. Todos nós temos dias como os que descreves, mas nem todos se podem gabar de serem anos bem medidos, parabéns :D, ..a terra prometida é aquela que nós buscamos!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Casaert, mas o aniversário ainda vem longe. :)

      Estes 40 são uma remanescência bíblica... Desertos, terras prometidas e tal. ;)

      Eliminar
    2. E se te dissesse que já atravessei o deserto de Israel?, e que cheguei à terra prometida de alguns?, a minha continuo caminhando, oxalá chegue aos 40 lá :D

      Eliminar
  2. Entraste nos "entas", Carla? ;)
    Parabéns!
    Não acredites nestas duas coisas que te podem dizer: "a vida começa aos quarenta" e que estás a ficar velha (isso já começou quando nasceste.
    Já que não me convidaste para a festa, envio-te um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não, só daqui a cinco anos. ;)

      Eliminar
    2. Hum... "quarenta anos bem medidos"... trata-se de outra coisa, sim. ;)

      Eliminar