24/09/2015

As muitas formas da violência

Num casamento, há poucas coisas piores do que a dependência financeira de uma mulher.
Sempre fui contra a mendicidade.

7 comentários:

  1. Num casamento, não há coisa pior que o casamento. O resto são desastres naturais decorrentes dessa celebração criada quando a esperança média de vida não passava os 30 anos. Nessa altura, o "até que a morte nos separe" tinha uma carga dramática tão menos densa. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah!, que saudades do Patife por estas bandas! ((:

      Eu cá até acho que o pior num casamento são as sogras! Não que tenha alguma, apenas ouvi dizer.

      Eliminar
  2. Se num casamento a mulher/homem tem de pedir ao outro dinheiro, é porque esse casamento não está com um projecto bem elaborado. Num casamento normal o dinheiro é de ambos e deve ser gasto por ambos. É também normal pedir dinheiro ao outro, porque nem sempre o temos connosco nem a possibilidade de o ir levantar, mas este assunto nunca deve ser encarado como uma situação de controle monetário imposto por um do casal. Poderá haver um que seja completamente descontrolado e ser o outro e tomar as rédeas monetárias, mas isso são outros quinhentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem todos os casamentos são normais, não só pelo descontrolo financeiro de um.

      E se trocarmos «casamento» por outra situação qualquer que envolva um ter um certo poder sobre o outro?

      Eliminar
    2. Há poderes bons, passo a citar:
      -sedução
      - aventura
      -iniciativa
      tantos que são bem vindos a uma relação :D

      Espero que estes abundem em ti :D

      bj

      Eliminar
  3. Carla,
    1 - O facto de um dos membros do casal não executar trabalho remunerado não significa que seja mendigo. Até pode resultar de uma opção tomada a dois para uma melhor organização familiar (acompanhamento dos filhos ou outros familiares, por exemplo). Também não vejo qual a diferença entre a dependência financeira (como lhe chamas) da mulher e a do homem. E se o casamento funcionar bem, o facto de um não ter remuneração, por qualquer que seja o motivo, não há espinhas.
    2 - A dependência financeira não é um problema. A infidelidade, a violência física e psicológica, a humilhação familiar e social (uma forma muito rebuscada de violência psicológica), o desprezo por quem dorme ao lado... Isso sim, são problemas.

    Reparo que o teu blogue está com um layout muito campestre! Gosto. ;)
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E se ambos trabalharem e ainda assim?
      A dependência financeira pode ser um grande problema, do meu ponto de vista, e um óptimo meio para a violência psicológica e até física, sem esquecer que dá uma perninha na humilhação familiar e social.



      Está, apetece-me um pouco de ópio. (;

      Eliminar