26/07/2015

Pensamentos dispersos no cair do Domingo

Há coisas da nossa vida que não interessam a ninguém, de tão irrelevantes que são. De que serve partilhá-las, se o destino delas é o caixote do lixo do Esquecimento?


No mesmo caixote é possível encontrar bens de primeira necessidade, como corações sem dono que os queira. E cabeças desorientadas à procura de mãos que recuperem os ditos órgãos.


O Esquecimento tem um apetite voraz. Nada lhe resiste. Até Aquiles será engolido, mais dia menos dia.

9 comentários:

  1. E ainda bem. Assim, só guardamos na memória o que realmente nos interessa, a nossa memória não pode comportar tudo.
    Ou seja, se alguém se esquece de nós, então é porque não somos importantes para esse alguém. E isso é informação muito útil que nem sempre nos chega de forma clara.
    Um beijo, querida Carla, e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas olha que a nossa memória também se esquece de pessoas que nunca nos esqueceram a nós. (:

      uma beijoca, Susana!

      Eliminar
  2. mais dia menos dia será engolido até ao calcanhar, mais coisa menos coisa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nesse dia, nem o calcanhar escapará! (;

      Eliminar
  3. Sublime, o subtexto, Carla. De luva branca.

    ResponderEliminar
  4. O texto está fabuloso. Mas discordo...nem tudo, nem todos caem no esquecimento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até Aquiles, Timtim! Até ele...

      Eliminar
  5. A mim não me cais tu no esquecimento minha pequena grande!
    Beijinho bom! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem tu a mim, minha coisinha boa! (:

      Eliminar