11/06/2015

Como areia fina a escorrer pelos dedos

Costumam dizer-me que sou esquiva, escorregadia. Que sentem que eu, quase sem pré-aviso, me sumo por entre as conversas, como areia fina a escorrer pelos dedos ou água a precipitar-se pelo ralo.

Houve até um tempo em que a minha polissemia militante foi descoberta e usada contra mim -- a impossibilidade continuada de poder dizer com toda a clareza ao que se vem desenvolve um complexo jogo de curvas e contra-curvas na sinuosidade das palavras difícil de abandonar, como um vício consolador.

Eu sei que sou esquiva. E escorregadia. Propositadamente fugidia, principalmente quando há dedos que ameaçam tocar onde dói, nos ossos fracturados, na carne arroxeada, nas linhas das cicatrizes mal amanhadas.

Quanto mais  tocam, mais fujo. Não por defeito, mais por prática, mais por protecção -- uma dor esquecida deixa de doer, não é?

12 comentários:

  1. é um mecanismo de defesa. :)

    ResponderEliminar
  2. Uma labareda devora outra labareda. .)

    ResponderEliminar
  3. Ou as cinzas apagam qualquer fogo.

    ResponderEliminar
  4. Preferiria ser cinza do que pó. :)

    ResponderEliminar
  5. Serão assim tão diferentes? :)

    ResponderEliminar
  6. O meu avó paterno tinha uma quintinha; assim com animais e com uma horta. O que eu gostava de ir para lá nas férias maiores - dantes as férias eram mesmo grandes. Mas dizia eu (estou sempre a perder-me) que o meu avó tinha uma horta e quando lá as plantações dele estavam frouxas, deitava-lhe cinza. E passado ai umas 3 a 4 semanas (as férias dantes eram mesmo grandes) era ver aquilo tudo viçoso, viçoso. " J... inho, meu netinho, não há melhor fertilizante que as cinza", dizia-me sempre tão paciente e meigo. As saudades que eu tenho do velho avô Dâmaso.

    ResponderEliminar
  7. Que saudades dessas férias mesmo grandes, com dias que eram tão maiores do que as 24 horas que lhes reservaram! :)

    Eu ainda tenho um quintal e coisas semeadas em pequenos canteiros. Agora a cinza põe-se nas laranjeiras. Diz que lhes faz bem. O teu avô bem o sabia.

    ResponderEliminar
  8. Na verdade, a pergunta era uma provocação. (:

    Abraço, JM.

    ResponderEliminar
  9. Para que haja cinza, algo terá que arder.
    As labaredas podem ser controladas.

    ResponderEliminar
  10. Para que haja cinza, algo terá que arder.
    As labaredas podem ser controladas.

    ResponderEliminar