14/05/2015

Queimem essas bruxas!

Basta a insinuação, a suspeita da prática de artes mágicas, para que a turba cega de raiva e sedenta de justiça se lance em matilha sobre a prevaricadora. Acontece, não poucas vezes, que a vítima de tais ímpetos mora na casa ao lado, na melhor das hipóteses, ou na cidade vizinha. Para a populaça, pouco importa, o que é mesmo preciso é que haja sangue e alguém dê as costas ao pau que desce sobre elas sem piedade.

Ridícula esta turba justiceira, que esquece valores tão essenciais como a amizade e o benefício da dúvida. Há mais Marias na terra, estúpidos! Vão para casa e deixem-se de tristes figuras.

Sem comentários:

Enviar um comentário