14/05/2015

Depois duvido

12.12.99
Foz do Douro


Antes de conseguir adormecer -- as luzes fechadas, os olhos fechados, o corpo fechado -- ponho-me a brincar com palavras ou as palavras põem-se a brincar comigo. Construo frases que vou colando umas às outras com pontos e com vírgulas. Na manhã seguinte não me lembro de nada. Era porque não era importante, penso. Depois duvido.



in Saudades de Nova Iorque, Pedro Paixão, 2000, Livros Cotovia, pág. 25


1 comentário:

  1. A introdução ao sono pode ser estranhamente inquietante...

    Beijos, Carla. :)

    ResponderEliminar