25/11/2014

Seguem-se os optantes compulsivos

Depois do «a propósito de» por dá cá aquela palha e dos colocadores compulsivos, os optantes militantes. Opta-se por um cachecol nos dias frios, opta-se por barrar a forma com manteiga, opta-se por tomar os comprimidos às horas certas. Opte, opte, opte... mas será que já ninguém escolhe, prefere, se decide por? Que nervos.

4 comentários:

  1. Dão-me nervos as palavras e expressões batidas que acabam por não querer dizer nada e revelam quase sempre preguiça mental, menos desconhecimento da língua.
    O verbo optar serve para tudo e mais alguma coisa e poucos se dão ao trabalho de escolher um ou outro sinónimo.

    ResponderEliminar
  2. "nomear" gosto muito de "optar" por este termo. :)

    ResponderEliminar