19/09/2014

Retalhos da vida doméstica

podia ser este, o meu orçamento é que não está pelos ajustes

(ao telefone)

-- Olha, estive a pensar na vida.
-- Ai, sim?
-- Sim. Na vida, isto é, na minha vida. E na tua também.
-- Humm... e a que conclusão chegaste?
-- Quero que sejas minha madrinha.

(silêncio)

-- Já tinha pensado no assunto, depois não disse nada, mas gostava.
-- Caramba, puto, só tu para me pregares sustos destes!
-- 'Tão? Aceitas?
-- Claro, parvo!
-- Eh, eh! Assim já levo madrinha, para além de dois padrinhos.
-- Ai a minha vida! Já não bastava ter de arranjar um vestido de irmã, agora tenho de arranjar um de madrinha...


2 comentários:

  1. É uma honra, devias sentir-te feliz,

    ResponderEliminar
  2. E sinto, Timtim, desde o dia em que ele saiu de casa para ir à vida dele que me sinto feliz e orgulhosa. O convite dele deixou-me num tal estado de nervos dos bons que durante três noites mal dormi.

    Os meus irmãos são quase meus filhos, ser madrinha de casamento de um deles é uma comoção que não sei explicar. :)

    ResponderEliminar