10/09/2014

as mentiras que te conto são mentiras em que não te minto

Correspondência - Ermo


Todas estas palavras más serão palavras de dor
Que quem se maltrata, se maltrata por amor
Perdoa-me esta vã, triste dialética
Mas o meu coração não me cabe nesta métrica

Chegasse a força humana para descrever o que eu sinto
Que as mentiras que te conto são mentiras em que não te minto
Que te importa o meu amor? Eu sou só mais um pretendente
Que canta a pretensão que toda a gente sente

Toda a gente sente, incorrespondente.

Todas estas palavras más só descrevem o que eu sinto
Te maltratam por amor as mentiras em que não te minto
Perdoa este vão triste pretendente
Que o meu coração só sabe o que sente

Só sabe o que sente, incorrespondente. 
Toda a gente sente, incorrespondente.

Descoberto ali na página da Antena 3.

1 comentário: