15/01/2014

Correspondência íntima XVII

O lado bom da minha compulsão pela arrumação é que nem a cabeça escapa, logo, ou se arruma ou sai fora! Ora, como eu gosto demasiado de chapéus, a ideia de viver sem cabeça não é coisa que me interesse muito.

2 comentários:

  1. Se andarmos sempre assim organizados em tudo, é meio caminho andado para a felicidade :)

    ResponderEliminar
  2. Eu adorava ser assim tão arrumada. Mas já desisti :D
    Um beijo

    ResponderEliminar