07/07/2013

Exercício contemplativo - porque «há metafísica bastante em não pensar em nada»

O espelho devolve-me um reflexo que só a muito custo reconheço: a palidez dourou-se, as bochechas estão agora avermelhadas pelo sol, as sardas alastram-se numa procriação desmedida que aumenta a cada dobrar de estação e o cabelo continua desgrenhado, rebelde, dono dos seus jeitos e reflexos de cobre - o secador ainda está de férias estivais.

Sem comentários:

Enviar um comentário