21/06/2013

La tempesta

George Mayer





Dentro de mim trago 

um mar revolto 

onde rebentam 

violentas tempestades.

3 comentários:

  1. Palpita-me que há por, esse Mar, um 'a' no início...))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (:


      Já agora, não sei bem porquê mas o teu blogue fugiu da minha lista de leituras. Arisco... É melhor ir buscá-lo outra vez.

      Eliminar
  2. "Nã vás ao mar Toino", espera que ela vaze...
    :)

    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar