11/05/2013

Um Homem Azul vagueia-me no pensamento e uma bola de esponja não sai dos meus pés


4 comentários:

  1. Respostas
    1. A escrita da Inês Pedrosa é um encanto, já o tema em questão nem por isso...
      Fiquemo-nos pela escrita. (:

      Eliminar
  2. A morte dos nossos entes queridos é adiada enquanto permanecerem na nossa memória... Uma filosofia um pouco existencialista bem sei, mas concordo com esse ponto de vista!

    Boa semana*

    Estou de volta :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A morte definitiva dos nossos entes queridos dá-se com a nossa própria morte, ao fim de duas gerações, não há forma de voltar. :)

      Já vi! ;)

      Eliminar