22/03/2013

Por detrás dos óculos de massa de um tímido, há um furacão em potência

Tenho para mim que a pessoa mais tímida, retraída, complexada ou apática do mundo é capaz de actos de grande desembaraço e ousadia, se a tanto for motivada a isso. E o enamoramento costuma ser um bom desbloqueador do herói arrojado que há dentro de cada um. Serão todos os enamoramentos? Por certo, não. Cada um saberá quem tem direito a essa área reservada. Vive a literatura, o cinema, a música - que me lembre assim de repente - desta capacidade de surpreender o outro e a si mesmo. 
Na vida real nem sempre é assim. São menos as vezes que se alcança a profundidade desta surpresa e mais as que se confunde exceção com regra, expandindo-se o exemplo ao paradigma.