14/01/2013

Sabes bem que não minto, tonto. Meu mal é ter verdade a mais

São 15 minutos de excelente música que ouço num repeat constante (como toda a música de que gosto, até a esgotar, até tirar dela todos os pensamentos e as sensações), principalmente esta versão de "Amor Afoito".

Silêncio, que a Ana Moura vai cantar Desfado.



Amor Afoito - Ana Moura

Dou-te o meu amor
se mo souberes pedir, tonto.
Não me venhas com truques,
pára, já te conheço bem demais.

Dou-te o meu amor
sem qualquer condição, por ora.
Mas terás de provar que vales mais
que o que já mostraste ser.

Se me souberes cuidar,
já sei teu destino.
Li ontem a sina,
a sorte nos rirá, amor.

Se quiseres arriscar,
não temas a vida.
Amor, este fogo
não devemos temer.

Dou-te o meu amor
em troca desse olhar, doce.
Não resisto e tu tão bem sabes.
Tenho raiva de assim ser.

Tudo em mim, amor, é teu,
podes tocar, não mordo.
Sabes bem que não minto, tonto.
Meu mal é ter verdade a mais.

7 comentários:

  1. Ah Raparaga Fadista!!!!!!!!!!!! :)

    ResponderEliminar
  2. Ah! E a rapariga chama-se Ana Moura e não Mouro... :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu chamo-me Rapariga e não Raparaga. lol
      Isto quando dá para o trocar os dedos é uma 'desgrácia'. :D Errei uma em três. Não foi mau.

      Eliminar
    2. E li aquilo algumas 50 vezes para ver se não estava a meter água em nada...mas é o que dá beber whiskys com o pequeno almoço... :)

      Eliminar
    3. Estes pequenos enganos são o sal da blogosfera. ;)

      Eliminar
  3. Gosto do título do post. Do resto, prefiro ACDC.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gosto. De resto, prefiro POD ou assim. :D

      Eliminar