14/06/2012

Gordura é formosura



Eu sou uma rapariga simplesmente pesada. Sou, não vale a pena estar aqui a enganar-vos e a dizer o contrário. Pois que tenho os meus pneuzinhos (cof cof), pois que tenho a minha coxa grossa, pois que se perdesse pelo menos 10kg não me fazia mal nenhum (humpf), mas, e isto para ser justa, comida de plástico é coisa que não entra no meu cardápio.

Pensar no Mac e coisas parecidas enjoa-me. Os quilos que tenho a mais são fruto de comidinha caseira e de um esqueleto pesado. É, não se riam, isto de ter 1.72 m não é fácil. A minha médica concorda comigo, diz que estou muito bem, que tenho peso a mais mas mal se nota (eu acho que a senhora precisa de óculos): "Tu já viste a tua altura? E a largura dos teus ossos? Tu praticaste natação, não foi menina?" (ela é brasileira e tem um sotaque delicioso). Sim para tudo e um pensamento a crescer a olhos vistos, eu quero casar e ter filhos com ela. Na verdade, se fosse um médico, seria muito mais interessante, mas quando alguém nos diz que não estamos gordos e somos lindos como somos (e isto inclui ser linda literalmente por dentro. claro que não explico o contexto), nem se deve pensar duas vezes.

Nos últimos tempos, dediquei-me às caminhadas diárias, uma horinha sempre a andar e os resultados já se notam. O peso ainda não diminui, mas já estou mais rija e isso é bom. 

Abençoada sopa à moda antiga e batatinhas com couves e batatas e arrozinho de frango com ervilhas e entrecosto assado no forno com batatas às rodelas e queijinhos da serra que o meu pai traz para casa e bolinhos feitos em casa que me estão todos no corpo, para não me deixarem esquecer que a felicidade está nas pequenas coisas, principalmente nas refeições em família.

34 comentários:

  1. Sou completamente contra à comida de plástico e deveria ser abolido aquele óleo que frita tudo, acho que chega a fritar o cérebro das pessoas que comem aquelas batatas :x

    Como eu te compreendo... tenho também 1,70 e sei o que é "um esqueleto pesado" (o meu médico dizia-me exactamente a mesma coisa) e também pratiquei natação uns aninhos quando era mais miúda: resultado disto tudo - nunca fui a magricelas e a popular lá do sitio lol e as costas são largas (até para ouvir criticas lol).

    No entanto lá consegui com dieta (confesso que faço porque tenho tendência a engordar) e com as minhas caminhadas dia sim dia não (e nisto um cão ajuda muito, porque é desculpa para o ir passear e acabas por ter companhia e acredita, é mesmo diferente do que ir sozinha!) e muito esforço psicológico voltar aos 55kg.

    Nunca vou ter aquele corpo completamente esguio, até porque tenho "cintura subida" e curvas lol, mas com controlo sobretudo psicológico, conseguimos ir até onde queremos.

    O que interessa mesmo é sentirmo-nos bem connosco próprias, parece cliché mas não há melhor frase para transmitir o habitual "confia em ti! Gosta de ti!" ;)

    Beijito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 55kg? Oh God, agora fiquei deprimida!
      Eu acho que nunca pesei isso, mas também não tenho um peso mínimo que queira alcançar, sei que o que tenho é a mais e vou parar quando me sentir mais elástica, mesmo que a balança esteja dos dos 60 (para sermos otimistas :P).

      Eu já estive muito magra e odiei ver-me, não tinha mamas, nem rabo, nem formas e eu gosto de vestir as minhas saias e vestidos e ver as curvas, que são tantas!

      O que me aborrece mais agora é as minhas pernas estarem mais gordas, consequência de ter passado os últimos 2 anos sentada a ler e a estudar ou a ter de levar o carro sempre atrás. Quando elas voltarem ao normal, embora sempre abundantes, eu fico feliz. :)

      Ah, e nada de pedir desculpa pelos testamentos. Há coisas que não se falam em meia dúzia de palavras. ;)

      Eliminar
    2. Não fiques deprimida então! Quis te animar :)
      A verdade é que fiquei sem rabo, mas também nunca o tive loool sempre me enervou tanto isso, mas agora já vivo bem sem ele, olha... não se pode ter tudo (é o que eu digo a mim mesma ao espelho).
      No entanto uma boa perna bem trabalhada com umas boas curvas debaixo da saia até eu olho! ;)

      A vida sedentária dá cabo de nós :( isso tem tanta influência em todo o resto... bolas como eu gostaria de trabalhar em pé de vez em quando, cansa muito mas as pernas andam sempre uma maravilha. Por outro lado tenho varizes (tendência de família desde há 2 gerações atrás) e também n me convém estar de pé muito tempo :\ olha sabes o que te digo???

      SOMOS MARAVILHOSAS desde que o sorriso esteja estampado no rosto num belo dia de Sol :)

      Beijo (PS: já n vivo sem vir aqui...) :)

      Eliminar
    3. Eu sei que sim, é apenas um peso demasiado irreal na minha cabeça. :p
      Eu nunca tive rabo e mamas quase nada. Depois aos 24... catrapum! Agora a minha mãe diz que qualquer dia não tenho onde pôr nem um nem outras. LOL Não há mal que sempre dure nem bem que nunca acabe.

      Pois, as varizes. É um problema de ambos os pais e as minhas pernas estão a ficar perigosamente azuis. Esse tem sido o grande incentivo para andar e perder uns quilos.

      E somos e somos! E ai de quem diga o contrário que leva logo com um olhar mortífero vindo do primeiro andar! ahahah

      Eu agradeço a confiança. :)

      Eliminar
    4. "perigosamente azuis" é mesmo esse o termo :\
      Quando tomo bem atenção até me benzo...

      beijinho! :)

      Eliminar
  2. Credo só agora me dei conta do testamento que escrevi :x Sorry!

    ResponderEliminar
  3. Ai que água na boca com que me deixaste agora!!
    Eu cá gosto de mac, de pizza hut, de telepizza, de comida caseira e bem portuguesa e de bolos caseiros feitos com todo o amor do mundo. Por isso magra é coisa que não sou!! =X

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto de ser voluptuosa (assim é mais bonito ;)), também tenho a noção que entro pelos olhos dentro. lol E as pessoas que me importaram gostaram de mim como era, por isso...

      Eu tenho é de me mexer muito e andar bastante e assim. Não vou entrar em neuras por causa do peso, já não tenho idade para isso. Agora, comida plástica só se tiver mesmo de ser.

      :)

      Eliminar
  4. Oh mulher tu és o que se chama um colosso :). És uma mulher grande e uma grande mulher com um grande coração. Pois que tens a coxa grossa, também eu! Que és roliça? Ainda bem! Isso das tábuas de forro é fogo de vista. Mulheres a sério, como nós há poucas, e ainda bem. Torna-nos únicas. Tu és uma giraça com um sorriso de campeã :). Beijocas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miss Lizzie, querida, depois disto ganhaste o direito a que eu mexa o meu real traseiro até à capital, para irmos lambuzar-nos com pastéis de Belém! E para a desgraça ser maior, até levo pastéis de Tentúgal. ;)

      Eliminar
    2. Buga-te daí que tenho saudades tuas mulher. Beijoca - sabias que na verdade é um beijo com sabor a feijoca? As coisas que eu descubro, ou me lembro, ou invento. Sei lá, sei lá :)

      Eliminar
    3. Desde que saiba a qualquer coisa. LOOL

      Eliminar
    4. Peço desculpa a intromissão mas minha cara, se vir aos pasteis de Belém espero ser informada de que a se encontra por cá de modo a chafurdarmos as três neste caso, com os pasteis!
      Obrigada :P

      Eliminar
  5. eu vou tento problemas em manter o meu peso, tenho tendência a engordar, e uma vez que fazia trabalhos como modelo, tinha de evitar tanta "porcaria", mas nunca me meti naquelas coisas de dietas loucas. todos os dias faço uma caminhada de duas horas, agora é mais dificil, porque me casei, mas, sempre que posso, lá levo eu o carro para um passeio ribeirinho que gosto muito e ando nele!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esses passeios são muito bons. Revigoram o corpo, mas também a alma. Pelo menos eu sinto esse efeito.

      Arrasta o marido contigo, sempre levas companhia. ;)

      Eliminar
  6. Estou precisamente como tu. Não me fazia mal nenhum perder um pouco, mas também não estou mal, o pior é o rácio altura/peso, porque sou baixinha. Quase chorava se alguém me dissesse o que a médica te disse (pronto, exagero). Eu gosto de comida de plástico, confesso, mas o mal não vem daí (até porque nos dias que correm é raro recorrer a tal), vem da comidinha que eu gosto (ainda por cima sou eu que cozinho, portanto rara é a vez que faço algo que não gosto). O importante é sentirmo-nos bem, o que não advém só do peso "ideal". Estou feliz com o meu peso, o mais importante foi de facto começar a mexer-me, faz logo uma diferença incrível (mesmo!). O nosso modelo de corpo também não se adapta a grandes magrezas, aposto. E acho saudável ter algumas reservas para o inverno eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai o que me ri com isto " E acho saudável ter algumas reservas para o inverno"!!!!!!!!! ahahahah

      Pois é, pois é. Ainda falha o aquecimento ou faltam cobertores. lol

      Quanto ao resto, concordo com tudo. ;)

      Eliminar
    2. Se uma pessoa não se ri com estas coisas o que é que há-de fazer? A rir é que estamos bem :))

      Eliminar
    3. Às vezes rio para não chorar. loool ;)

      Eliminar
  7. Ahah, não fosse a tua médica e fosse antes o teu médico talvez o casamento se tivesse dado hum? :P

    Ora, eu também sou uma moça de 1.72 e o meu peso oscila frequentemente entre os 65 e os 70kg, mas sendo sincera, não roliça, tirando talvez as coxas sou bastante normal. Também a minha médica me diz que não posso fazer muito e que a não ser que queira ganhar peso, perdê-lo já não o perco (sendo saudável) porque tenho os ossos muito pesados e coisas que tal. No entanto eu aqui confesso que sim, como e gosto de fast fodd, mas do que MacDonalds eu gosto de Pizza, mas tento ser razoável e não abusar!
    Tento, o que nem sempre acontece :)

    Quanto ao exercicio, eu até à bem pouco tempo era federada em Voleibol, adorova, sentia-me bem comigo com o meu corpo com a minha resistência, tudo. Entretanto comecei a ficar sem tempo, tive que abandonar e desde aí que faço muito pouco exercicio. É-me algo moroso correr sozinha ou fazer uns abdominais ou flexões, porque eu adoro desporto, mas colectivo (eheh, desculpa :P) :)

    Agora minha querida, a caminhada faz bem e acho que sim senhora deves continuar, quanto ao resto tenho a certeza (com o pouco que vi) que és linda, mais roliça ou não, eles querem é chicha ahah ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai querem? LOOOOL
      Ufa, ainda bem que avisas, fico muito mais descansada. ;)

      Se a médica fosse um médico, eu nem lá ia porque morria de vergonha, tendo em conta a especialidade. Idiotice, eu sei, mas pura verdade. Acho que ainda não é desta que me caso. sniff

      Eliminar
    2. Agora a propósito, que me esqueci no meu comentário ali em cima. A mim também já me aconteceu isso da 'beleza interior'. O que eu me ri.

      Eliminar
    3. Estou em crer que estou certa :D

      Ah, pois temos que perder essa... vergonha? e apostar no jovens médicos de agora, que há uns que upa upa!
      E todo o conjunto de ter Dr. antes do nome, mais a junção do conhecimento que tem, mais andar de bata ... ou isso ou viremo-nos para os nossos tropas, homens daqueles precisam de consolo e não será certamente um sacrificio muito grande para nós!

      Eu hoje estou parva! Eu sei :D

      Eliminar
    4. Se tu soubesses o quanto essas palavras já tiveram significado... mas não sabes e por isso eu perdoo-te. lol

      Eliminar
    5. Porra, vou entalar os dedos numa gaveta como castigo!
      E pimenta na lingua.

      Sabes que gosto de ti querida, por isso sabes que não é por mal :D

      Eliminar
    6. Vais nada!
      Não tens como saber certas coisas e a culpa é minha que tenho andado a pensar o que não devo.
      Achei piada. ;)

      Eliminar
    7. Eu sempre tive um dom, o de dizer o que não devo mesmo não sabendo do que está por de trás. :)
      Mas adiante... pasteis? :P LOL

      Eliminar
    8. Pastéis, claro!
      E fique a menina descansada que obviamente será informada da minha descida às terras mouras da capital. ;)

      Eliminar
  8. Como te costumo ler por feed não conhecia ainda este novo look. Soberbo!

    Venho comentar porque a menos que se tenham problemas de saúde, as mulheres querem-se com sítio onde agarrar. Claro que sem exageros, mas mulheres com um par de alicates e com uma barriga plana fazem-me confusão. Por um monte de razões que prefiro nem explanar aqui.

    E vou contar uma história "meter-voz-à-Artur-Albarran" de "drama, tragédia, horror" que por acaso presenciei há uns dias: Na minha multinacional trabalham pessoas de vários países e há umas mulheres bem fortes que normalmente me despertavam pena. Pena porque conheço casos de raparigas que nem com dietas, exercício e um esforço descomunal conseguem perder peso. Isso mudou ao ter escutado a conversa entre duas destas senhoras, em português nativo, onde dissertavam sobre peso e a luta constante que travavam... até aqui tudo normalito. Até que uma pergunta à outra se vai almoçar à cantina da empresa (a melhor cantina do Universo conhecido, sem discussão!) e esta responde que não vai porque é muito longe (fica a nem 500 metros). A outra concordou e - após um desvio para se comentar o jogo da Selecção - começou a dizer como gostava de ir ao McDonalds... A amiga concordou e disse que sempre que faz turno nocturno é lá que vai encher a bucha...

    Depois queixam-se! :S

    Enfim, desculpa a longa prosa, que provavelmente tem vários erros gramaticais, mas a essência da coisa está lá. lol. :)

    A verdade é que é a beleza exterior que atrai as pessoas, mas é a beleza interior que as faz ficar (as minhas fogem a sete pés da minha beleza interior, lol!). Além disso, ninguém tem um corpo perfeito toda a vida e só tem de se preocupar em ter um corpo saudável.

    Cumprimentos! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para tudo!!!!!
      Kenny is in the house! Coisa que já não acontecia há, há, há... não interessa! Está cá e falou acertadamente. ;)

      Ah, tu és do que me lê pelos coisos... eu nem sei como isso se faz, mas também não interessa nada. Gostas da decoração? Sou simples, logo simplifiquei. ;)

      Esse episódio que contas é ilustrativo da preguiça generalizada. Contra mim falo, não cheguei a este ponto por estar ativa, muito pelo contrário. Na verdade, foram muitas situações ao mesmo tempo e durante muito tempo, mas se eu tivesse feito umas caminhadas por semana, teria evitado muitas coisas.

      Eu não desgosto de ser como sou, espalha-se tudo bem. Nem tenho aquele ar balofo que se associa imediatamente aos quilos que peso. Só queria voltar a ganhar umas formas mais definidas em alguns lados e sentir-me mais leve.

      Estou quase lá. ;)

      Eliminar
    2. Eu tenho oscilações de peso impressionantes e raramente me preocupo com o que como. (Segundo o BI tenho 1,80 e segundo o médico 75Kg.)

      Costumo fazer exercício e se me sentir saudável não me preocupo muito com o resto. Mas tenho de salientar que eu sou meio barrasco! =D

      E gosto mesmo muito desta nova decoração! :)

      Eliminar
    3. Ah, tu és grande, podes permitir-te uns quilos a mais. ;)

      Muito obrigadinha. :D

      Eliminar