28/06/2012

As casas de chá

As casas de chá sempre foram muito importantes para a sociedade, criavam-se enredos, discutia-se política, faziam-se e desfaziam-se famas e honras. Nos salões, ostentavam-se joias, penteados, sedas e froufrous, era uma feira de vaidades dentro de portas, tão concorridas como as feiras de fama com tendas e produtos para venda.

As salas de espera nos hospitais e centros de saúde são hoje uma espécie de salões de chá. Há o dono do espaço que disponibiliza uma série de ofertas medicinais e reúne os mesmos frequentadores, encontro após encontro, consulta após consulta. Passeiam-se doenças e discutem-se tratamentos, avaliam-se as capacidades dos médicos e todos são entendidos naquilo de que falam. Certamente conhecem alguém que conhecia alguém, parente de alguém que teve aquele sintoma, que por sua vez originou aquela doença (sem questionar que seja o oposto) e tem necessariamente aquele tratamento e aquele medicamento.

Não falta nem o fazer, nem o desfazer da honra alheia.





11 comentários:

  1. Eu sei que isto não tem muito a ver com o texto em si, mas a primeira vez que fui a uma casa de chá, era eu... uma traquina digamos assim!
    E juntamente com uma colega minha decidimos que uma casa de chá havia de ser quase tão rigoroso como uma biblioteca, ou uma igreja em hora de missa quanto ao barulho!
    E sim... podes imaginar, eu e ela fizemos o maior basqueiral de que tenho memória, as pessoas à nossa volta olhavam-nos chocadas com a insubordinação que ali se denotava...
    Ainda hoje me rio com essa história :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu tens uma punk de todo o tamanho dentro de ti, cachopa! lol

      Eliminar
    2. Ahah, tenho tenho...
      Não penso no que faço, muitas vezes corre bem e posso rir-me mais tarde, outras não :)

      Eliminar
    3. Desde que não vás presa. lol

      Eliminar
    4. Ahaha, não.
      Não exageremos, crimes de assaltos ou coisas parecidas não.
      Mas repara há outro tipo de crimes que quando cometidos, podes ir presa e não são nada do outro mundo. (Eu nunca fui, e acho que nunca irei ser).

      Eliminar
    5. Fico mais tranquila, então. ;)

      Eliminar
  2. Também aprecio particularmente aquelas casinhas onde tiramos o passe do autocarro. Acho que se chamam Casas de Passe.

    ResponderEliminar