11/05/2012

Com o girar do relógio

a cabeça conforma-se e ocupa-se de afazeres,
os olhos às vezes ainda lacrimejam nos espaços.
o coração esse já não se altera,
bate no ritmo constante da saudade que não acaba nunca.



2 comentários: