21/03/2012

Há poesia nas árvores

Reading_by_doncarstens



Um renque de árvores lá longe, lá para a encosta. 
Mas o que é um renque de árvores? Há árvores apenas. 
Renque e o plural árvores não são cousas, são nomes. 
Tristes das almas humanas, que põem tudo em ordem, 
Que traçam linhas de cousa a cousa, 
Que põem letreiros com nomes nas árvores absolutamente 
reais, 
E desenham paralelos de latitude e longitude 
Sobre a própria terra inocente e mais verde e florida do 
que isso! 


Alberto Caeiro, in "O Guardador de Rebanhos - Poema XLV" 
Heterónimo de Fernando Pessoa 



[no dia da Poesia, há um poeta que me (nos) falta tantíssimo]

Sem comentários:

Enviar um comentário