10/02/2012

Um desgastante estado emocional


solidão* 
(latim solitudo, -inis)
s. f.
1. Estado do que está só.


Não preciso de grandes sondagens, nem aturados inquéritos para saber que todos, sem excessão, já experimentaram o que é estar só ou sozinho.

Só ou sozinho. Não posso deixar de pensar nestas duas palavras que parecem o mesmo, são sinónimos, mas como as subtilezas da língua têm destas coisas, parecendo não o são. E é aqui que reside, para mim, o fundamento da verdadeira solidão.

só* 
adj. 2 g.
1. Sozinho.
2. Que não tem família.
3. Único.
adv.
5. Somente, unicamente, apenas.

sozinho** 
(só + -zinho)
adj.
1. Absolutamente só.
2. Sem par ou outro do mesmo género. = ÚNICO
3. Sem apoio ou companhia. = ABANDONADO
4. Que passa muito tempo sem companhia (ex.: é uma pessoa muito sozinha).


Sem pretenções de discursos de linguística, no meu idioleto, sozinho caracteriza um estado físico, uma situação facilmente observável. reporta-me a estados da alma, ao que nem sempre deixamos que os outros percebam em nós.

Eu posso estar sozinha, viver sozinha, ser apenas eu e não estar só, não experimentar uma solidão permanente ou com uma longa duração no tempo.

Da mesma forma, posso não estar sozinha, viver em família, ser eu e todo o meu sistema de apoio e ainda assim sentir-me só.

Durante muitos anos, senti-me sozinha, numa aparente solidão acompanhada pelo que queria, pelo que não tive, pelo que perdi. Uma aparente solidão na forma de um quarto vazio, povoada de fantasmas e fragmentos de memória em circuito ininterrupto, numa mescla de sons-imagens-cheiros-gestos-palavras e tudo o que consciente ou inconscientemente guardei nos meandros da mente.

Pela primeira vez, em muito, muito tempo, estou só na minha solidão. Só eu, num quarto vazio e escuro.

Pela primeira vez, em muito, muito tempo, estou em paz.


X_8b8d0914_large
@

10 comentários:

  1. Há algum tempo atrás, após largas horas de ponderação sofrida escrevi o seguinte: A solidão deixou-me finalmente ficar a sós com os meus demónios. Está tudo tratado. Estamos em paz.
    O que hoje escreveste faz-me sentido. Enjoy it.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Posso dizer que prefiro garantidamente estar só a estar sozinha. O nível de frustração e sofrimento na segunda opção é demasiado pesado para se levar.

      Eliminar
  2. Sem dúvida. Quando te disse "Enjoy it" referia-me ao facto de estares em paz. Um beijinho já identificado via sms.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não fiquei chateada, estava só a acrescentar. :)
      Abraço apertadinho

      Eliminar
  3. Amore Mio, tens que combater esse estado, os teus amigos estão aqui para que não te sintas sozinha!

    Adoro a ti amiga, beijao grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu gosto mais de ti. :)

      Sabes, não desgosto deste estado, é bom estar sozinha sem fantasmas. Por uns tempos, serei só eu, depois eu na minha casa sozinha, depois talvez a companhia de um cágado... desde que permaneça só.

      O Pedro Paixão escreveu a certa altura, em 'Saudades de Nova Iorque', "O amor morto é uma estranha visita.", coisa que sei muito bem, por isso, o estado em que me encontro é bom, estou só sem estar sozinha, tudo por causa dos meus amados amigos.

      gros bisous

      Eliminar
  4. Para começar, novo formato nas respostas.

    Depois, antes só que mal acompanhado, não?

    E...

    In the still of the night
    As I gaze from my window
    At the moon in its flight
    My thoughts all stray to you

    In the still of the night
    All the world is in slumber
    All the times without number
    Darling when I say to you

    Do you love me, as I love you
    Are you my life to be, my dream come true
    Or will this dream of mine fade out of sight
    Like the moon growing dim, on the rim of the hill
    In the chill, still, of the night

    Like the moon growing dim, on the rim of the hill
    In the chill, still, of the night

    Cole Porter - In The Still Of The Night Lyrics Adoro esta canção.

    Ouve-a

    http://www.youtube.com/watch?v=GHEqsgWNLW4

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tinhas razão, tem a ver com a forma como o comentário é apresentado. Gosto mais assim. ;)

      Essa frase feita não consegue não ser correta, é tão verdade, mas tão verdade!

      Quanto à música, tudo 'fade out of sight', logo, não tardará a estar longe do coração. :)

      Eliminar