19/03/2016

Só silêncio e ausência e mais nadinha

lordbyron44:

Ballerina - Photo by Daryan Volkova
Ballerina - Photo by Daryan Volkova


"É possível deter o momento, fazê-lo entrar na nossa concha, falar-lhe ao ouvido e contorcê-lo, golpeá-lo no sítio que mais dói só para depois o deixar ir outra vez e ficar só silêncio e ausência e mais nadinha."

COSTA, Rui (2008). A resistência dos materiais. VNG: Exodus. pág. 5

(publicado pela primeira vez neste blogue a 13/01/2012)

5 comentários:

  1. Errado é prolongar o momento... O sofrimento...

    ResponderEliminar
  2. Errado é prolongar o momento... O sofrimento...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O momento pode ser bom e mesmo assim ter de se deixar ir. :)

      Eliminar