31/05/2011

27/05/2011

Perdidos e achados

É comum encontrar na blogosfera campanhas de angariação de 'amigos' barra seguidores barra fãs barra chouriços que transmitam a ideia de que este blogue é famoso. Confesso que não entendo muito bem o porquê, também não me cabe opiniar sobre isso, não vejo a lógica.

O que eu queria mesmo era conseguir que os seguidores barra gente inocente barra distraídos que aqui vieram ter permanecessem.

Tenho observado um fenómeno curioso, sempre que estou prestes a chegar aos 90, desaparecem uns quantos, ainda que me pareça que esta lá toda a gente.


Desta feita, arranjei esta cola especial que vos manterá coladinhos ao meu blogue e vos impossibilitará de darem de frosques, mesmo que queiram. ;)

17/05/2011

Hoje não há imagem

Só um aglomerado de palavras que nem sei se farão sentido.
Hoje tive saudades tuas, imensas saudades tuas, quase insuportáveis saudades tuas (não foi só hoje, de há uns dias para cá que é assim).
E não devia, não depois de tanto tempo, não depois de tanta vida que aconteceu, não depois de eu saber que não tenho direito já a ter saudades tuas.
Mas tive tantas.



tenho saudades tuas
isso eu sei porque eu sinto 

no meu peito essas ruas
nunca imaginei um amor assim
e agora até ficou real
mas isso trouxe coisas atrás
no momento de uma decisão 

percebes tudo o que o presente faz
mesmo querendo ter alguém 

eu quero ter-me a mim
mas meu amor
nenhum de nós deixará de ser real
passo por essas ruas
isso eu sei porque eu sinto 

ter ainda no meu peito coisas tuas