13/06/2011

Dos que vão perecendo

Um nasceu no dia 13 de Junho de 1888, o outro morreu a 13 de Junho de 1984.
A maior semelhança?
Esta insatisfação
Não consigo compreender
Sempre esta sensação
Que estou a perder 
 
(Estou além - António Variações)


Senhoras e senhores, Fernando Pessoa e António Variações.





via Google

O Infante

Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.
Deus quis que a terra fosse toda uma,
Que o mar unisse, já não separasse.
Sagrou-te, e foste desvendando a espuma,

E a orla branca foi de ilha em continente,
Clareou, correndo, até ao fim do mundo,
E viu-se a terra inteira, de repente,
Surgir, redonda, do azul profundo.

Quem te sagrou criou-te português.
Do mar e nós em ti nos deu sinal.
Cumpriu-se o Mar, e o Império se desfez.
Senhor, falta cumprir-se Portugal!

(Fernando Pessoa, in Mensagem)

11 comentários:

  1. O que importa é ir aparecendo! :)

    beijo
    Sutra

    ResponderEliminar
  2. Curiosa associação! Mas muito pertinente! :)

    ResponderEliminar
  3. Com as devidas distâncias...Gosto dos dois...


    Estranho...os génios que nascem nesta semana de Junho!!!!...lol

    ResponderEliminar
  4. Sutra:
    E eu que ando desaparecida, mas não esquecida da promessa que te fiz. :)

    ResponderEliminar
  5. Malena:
    Será mesmo? O Panurgo acabou de me chamar blasfema.

    Resta saber sobre que parte do que ali está blafesmo eu, senhor Panurgo?

    ResponderEliminar
  6. M.:
    Um nasceu, o outro morreu.
    Humm... não me digas que outro dos génios és tu! :)

    ResponderEliminar
  7. O Álvaro Cunhal morreu a 13 de junho e a sua companheira também...A M. é um génio é...E gémeos também*

    ResponderEliminar
  8. Ia responder mas o Cacarol antecipou-se...lol

    ResponderEliminar
  9. Cacarol e M.:
    Não percebi essa dos gémeos... sou muito ignorante nesses assuntos. o.O

    Mas vou registar a morte do Álvaro Cunhal e companheira. :)

    ResponderEliminar
  10. Nasceram, mas nunca morreram...

    ResponderEliminar