27/02/2011

he made me totally hungry

Ela é uma cantora inglesa que ouvi há algum tempo e na altura não me despertou qualquer curiosidade. Irónico, tendo em conta que de momento a minha companhia musical inclui duas músicas do seu mais recente álbum 21.

Já tinha postado uma música antes, depois acrescentei o vídeo ali do lado com uma versão ao vivo de  "Someone like you".

Foi justamente quando procurava a letra desta música que encontrei uma entrevista dela que me fez todo o sentido e ajudou a entender o meu estado emocional.

Diz Adele que while writing it helped ease her pain, it didn't totally heal her. Não pude deixar de me identificar, ainda que este bloguinho não possa ser comparado à música que ela faz.



No entanto, é quando ela diz he made me totally hungry que tudo faz sentido.


He got me interested in film and literature and food and wine and travelling and politics and history, and those were things I was never, ever interested in.

Pelo menos não tanto quanto fiquei depois.

As conversas subiram a patamares onde nunca antes chegara, havia um constante aguçar de curiosidade, de troca de opiniões, estar dois passos à frente porque era um desafio.

Havia aquela fome de conhecimento e partilha.


É essa perda que lamento, é disso que sinto realmente falta, fui deixada numa altura onde ninguém tem conseguido ou sabido chegar.

 hungry_by_kexiaohuax3

Ficou a fome, uma fome que cresce porque não tem sido saciada.

16 comentários:

  1. Totalmente identificada com este post... são expectativas muito altas, que talvez não estejam ao alcance de muita gente... e depois pergunto-me "baixo a fasquia e contento-me com menos ou continuo a suportar esta fome?". E tu, que dizes? :)

    ResponderEliminar
  2. Totalmente identificada com este post... são expectativas muito altas, que talvez não estejam ao alcance de muita gente... e depois pergunto-me "baixo a fasquia e contento-me com menos ou continuo a suportar esta fome?". E tu, que dizes? :)

    ResponderEliminar
  3. Ainada bem que correste:)

    Também gosto da música. A interpretação é que já pessoal:)

    ResponderEliminar
  4. Rapidamente voltaste ao teu blog. Quando as ideias fluem tens vontade de as escrever.

    ResponderEliminar
  5. Por acaso gosto dela :) É calminha!

    ResponderEliminar
  6. Gosto muito da música. É, de facto, muito boa!

    ResponderEliminar
  7. Anita:
    Também não sei. :(
    Já suportei a fome, baixei a fasquia, voltei à fome.
    Baixar a fasquia só me fez sentir mais fome.
    Não sei, não sei...

    ResponderEliminar
  8. M.:
    Foi quase um 100m livres. :)

    (ainda bem porque eu não consigo correr mais que isso. :P)

    ResponderEliminar
  9. Miúda:
    Depois de H20, houve um repasto faustoso, ainda assim...

    ResponderEliminar
  10. Daniel:
    Foi assim um impulso, mas aguentei-me uns dias valentes sem cá vir. ;)

    ResponderEliminar
  11. Catarina A.:
    Comecei a gostar, talvez seja a temática do cd, talvez seja porque eu estou predisposta a ele. :)

    ResponderEliminar