31/01/2011

Apesar


 e nunca lamentarei.

19 comentários:

  1. Eu só lamento ter sacrificado um emprego fantástico por uma ilusão. Mas sou um sortudo. ;)

    ResponderEliminar
  2. Sabes, Kenny, no fundo, no fundo, todos lamentamos quaçlquer coisa, mais não seja o que não fizemos.

    Depois há aquelas coisas que o tempo apaga e desvaloriza, e há aquelas que fico ali no pensamento, como a tua.

    Esse é o risco inerente, podia ter resultado em grande, podia não ter sequer resultado.

    Eu sacrifiquei coisas bem mais pessoais, menos materiais, e disso que ainda assim não me arrependo. :)

    Claro que és um sortudo, podes ler-me e tens-me a comentar o teu blogue! fiu fiu

    ;)

    ResponderEliminar
  3. Ahahaha! Verdade, verdade. I'm that lucky! :)

    Eu sacrifiquei-me inúmeras vezes, mas apenas lamento aquela vez. É a única acção que tomei até agora de que me arrependo. E isto foi relativamente recente. À um par de anos não tinha razões de arrependimento. :]

    ResponderEliminar
  4. Pois és, pois és, não comento assim tantos blogues, pelo menos não com tanta frequência. :P

    Tu és novinho (não és?), ainda tens muito tempo para recuperar isso tudo. :)

    Eu ando numa onda de otimisto, voltei a acreditar que tudo é possível, até uma reedição do passado.

    ResponderEliminar
  5. Same here!

    Sim sim, muito novito! xD

    Eu ando igual. Apesar do dito: Nunca voltes onde foste feliz. :)

    ResponderEliminar
  6. Claro, a voltar que seja para ser diferente, que seja para ser tudo o que não foi! (mas não percamos tempo com isto :))

    Não és? Aposto que tens pr'aí uns 25, se tanto.

    ResponderEliminar
  7. Uma frase muito romântica. Ainda há pessoas românticas?

    ResponderEliminar
  8. Não é romântica, é uma constatação óbvia de um facto. :)

    Eu sou um bocadinho, já fui mais, é certo, agora estou a recuperar o romantismo perdido dentro de mim.

    ResponderEliminar
  9. Pois foi, hoje aquele sorriso define-me (ainda que não o consiga definir muito bem). :P

    ResponderEliminar
  10. um dia ofereci estas palavras a alguem

    hoje apetece-me oferecer-te...
    aqui está:

    Por mais que queira
    Transformar o amor num acto trivial
    Contigo não consigo.
    Foram demasiados belos os momentos,



    Surpresas raras, sonhos impossíveis
    Que tu me ofereceste.
    E tudo isso que me deste
    Nunca mais poderei esquecer.

    ResponderEliminar
  11. Se a seguires me deres um carro com mais de 10 anos e prometeres fazer-me muitos meninos, tens-me rendida a teus pés, para o resto da vida!


    Brincadeira. ;)

    O que eu te dei não foi assim tão impossível, foi só o tempo de converter. :P


    Está lindo, obrigada. :)

    ResponderEliminar
  12. Não desanimes: ainda vais a tempo.

    ResponderEliminar
  13. Panurgo:
    Ainda vou a tempo de lamentar? :)

    ResponderEliminar
  14. lol. Estou mais perto dos 30 que dos 20, bem mais perto. :)

    Mas como dizem que os 30 são os novos 20 eu nem me importo.

    ResponderEliminar
  15. Grande coisa, eu já passei os 30! LOL

    ResponderEliminar
  16. Já tinhas referido isso algures. :-p

    Sempre são os novos 20? :)

    ResponderEliminar
  17. Pois referi, foi no post em que disseste que tinhas feito 27! LOL

    Devem ser, eu cá acho que estou igual (quer dizer, na verdade o corpo muda. -.-)

    ResponderEliminar
  18. podemos tratar disso...
    mas olha que os meninos saem caro

    ResponderEliminar