14/05/2009

Anatomia de Grey

Se há coisa neste série que me fascina, é a capacidade de sempre reflectir sobres os eventos do dia-a-dia.
Ao contrário do furacão House, encontramos aqui tantas personagens tão complexas, tão densas, tão parecidas connosco que não há como não gostar do que se vê.

Eles são confusos, românticos, idealistas, frios. Cometem erros, têm más decisões, mas realizam façanhas diárias que nem sempre são reconhecidas.

Quanto a mim, é uma daqueles séries que são para se apreciar e não para se comentar.

Sem comentários:

Enviar um comentário